Clínica San Pietro
Facebook Instagram Whatsapp(47) 98404-7741
Facebook Clinica San Pietro
Instagram Clinica San Pietro
Youtube Canal San Pietro

47 3351-3636
Av. Primeiro de Maio, 62 – Centro - Brusque - SC Acessar mapa
Dr. Laércio Cadore - Diretor Técnico Médico - CRM-SC 4656 / RQE 1524 / RQE 4113

Retirada de Tumores Cutâneos

Remoção cirúrgica de lesões cancerígenas e demais lesões da pele utilizando técnicas especializadas para preservar sua saúde e aparência. Ouvir que se tem um diagnóstico de “câncer” é muito difícil de aceitar. Compreender que tratar o câncer de pele pode resultar em cicatrizes ou desfiguração também é muito difícil. O cirurgião plástico entende as suas preocupações e irá direcioná-lo ao tratamento correto e lhe explicará o efeito resultante em sua saúde e aparência.

Recomendações
Recomendações Pré-operatórias:
Comunicar-se com seu cirurgião plástico até 2 dias antes da cirurgia, em caso de gripe, período menstrual, indisposição, etc.
Internar-se no hospital indicado na guia, obedecendo ao horário de internação.
Não ingerir bebidas alcoólicas ou refeições pesadas, na véspera da cirurgia.
Não ingerir AAS (acido acetil salicílico), melhoral, Buferim, nos 15 primeiros dias que antecedem a cirurgia.
Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de 10 dias antes do ato cirúrgico. Isto inclui também os diuréticos.
Tomar um banho de corpo inteiro na noite anterior ou no dia da cirurgia. Não usar cremes hidratantes ou maquiagem no local da cirurgia. Em caso de marcação prévia, cuidado para não apagar toda a marcação durante o banho.
Recomendações Pós-operatórias:
Não se exponha ao sol ou friagem, por um período mínimo de uma semana.
Repouso relativo. Após a cirurgia preferir permanecer em posição sentada. Na primeira noite após a cirurgia, repouse e durma com travesseiros macios, mantendo a cabeça elevada. Evite apoiar sobre a área operada.
Obedecer à prescrição médica.
Voltar ao consultório para os curativos subsequentes, nos dias e horários estipulados.
Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases. Tire com o seu cirurgião plástico, e somente com ele, quaisquer dúvidas que possam advir.
Alimentação normal (salvo em casos especiais). Recomendamos alimentação hiperproteica (carnes, ovos, leite) assim como o uso de frutas.

Perguntas Frequentes:
Todo Tumor de pele é câncer?
Não. Nem todo tumor é câncer. A palavra tumor corresponde ao aumento de volume observado numa parte do corpo. Quando o tumor se dá por crescimento do número de células, ele é chamado neoplasia – que pode ser benigna ou maligna. Ao contrário do câncer, que é neoplasia maligna, as neoplasias benignas têm seu crescimento de forma organizada, em geral lento, e apresenta limites bem nítidos. Elas não invadem os tecidos vizinhos ou desenvolvem metástases.
Como posso saber se a alteração presente na minha pela é um câncer?
A maioria das lesões de pele são benignas, porém existem sinais de alerta sugerem câncer de pele: Manchas que coçam, ardem, escamam ou sangram; Sinais ou pintas que mudam de tamanho, forma ou cor; Feridas que não cicatrizam em até 4 semanas; Mudança na textura da pele ou dor.
Caso algum dos sinais acima esteja presente, a lesão deverá ser avaliada por um médico, confirmando-se a suspeita, a mesma será retirada por cirurgia e examinada ao microscópio. Somente este exame será capaz de confirmar ou não o câncer de pele.
O câncer de pele pode recorrer?
Sim, o câncer de pele pode recorrer se todas as células não tiverem sido removidas ou poderá surgir um novo câncer na mesma área do corpo inclusive próximo à cicatriz. O câncer de pele recorre mais frequentemente nas áreas onde sua ressecção é mais difícil como couro cabeludo, nariz e orelha. As recorrências acontecem principalmente nos 2 primeiros anos. Por esta razão, o seguimento é necessário por 5 anos, principalmente nas pessoas de alto risco. A maior parte do dano solar à pele é irreversível. Há maior risco de um novo câncer de pele se desenvolver nas áreas de pele mais expostas ao sol. Em 10% dos pacientes, encontra-se mais de um câncer de pele.
Quais os tipos mais comuns de câncer de pele?
São três os tipos mais frequentes. Eles se originam de diferentes células que compõem pele.
Carcinoma Basocelular: originado das células da camada basal, é o tipo de câncer de pele mais frequente (70% dos casos) e com menor potencial de malignidade. Atinge principamente pessoas de pele clara e está diretamente relacionado com a exposição solar acumulada ao longo da vida.
Seu crescimento é lento e, muito raramente, se dissemina à distância (metástases), mas pode destruir os tecidos à sua volta, atingindo até cartilagens e ossos.
Carcinoma Espinocelular: segundo tipo mais comum de câncer de pele, é originado das células da camada espinhosa, tem crescimento mais rápido e pode enviar metástases à distância para gânglios linfáticos e outros órgãos. Também é conhecido como carcinoma epidermóide e ocorre de forma bem menos frequente que o basocelular.
O carcinoma espinocelular costuma surgir em áreas da pele que sofreram exposição prolongada ao sol e a partir de ceratoses actínicas, que são lesões decorrentes da exposição solar acumulada durante a vida e consideradas pré-cancerosas.
Também é comum acometer áreas de mucosa aparente, como a boca ou o lábio (relacionados com o tabagismo), cicatrizes de queimaduras antigas, áreas da pele com processos inflamatórios crônicos, como as úlceras de perna, ou áreas que sofreram irradiação (raios X).
Melanoma: originado das células que produzem o pigmento da pele (melanócitos), é o câncer de pele mais perigoso. Frequentemente envia metástases para outros órgãos que podem levar o paciente ao óbito, sendo de extrema importância o diagnóstico precoce para a sua cura.
O melanoma pode surgir a partir da pele sadia ou a partir de “sinais” escuros (os nevos pigmentados) que se transformam. Apesar de ser mais frequente nas áreas da pele comumente expostas ao sol, o melanoma também pode ocorrer em áreas de pele não expostas. Pessoas que possuem sinais escuros na pele devem se proteger dos raios ultravioletas do sol, que podem estimular a sua transformação.
O que é metástase e como ela acontece?
Metástase é quando o câncer se espalha. As células cancerosas podem se espalhar a partir do câncer primário e entrar na corrente sanguínea e sistema linfático (o sistema que produz, armazena e carrega células para combater infecções). É assim que o câncer se espalha a outras partes do corpo.
Quando as células de câncer se espalham e formam novo tumor em um órgão, esse novo tumor é metastático. As células no tumor metastático vêm do câncer original.
Para onde as células de câncer se espalham na metástase?
As células de câncer podem se espalhar para quase todas as partes do corpo. Células de câncer frequentemente se espalham para gânglios linfáticos perto do tumor primário.
Os locais mais comuns de metástase a partir de tumores sólidos são os pulmões, ossos, fígado e cérebro. Alguns tipos de câncer tendem a se espalhar para certas partes do corpo.
Eu terei uma cicatriz?
Sim, toda cirurgia que necessita de cortes deixará uma cicatriz. Cada paciente comporta-se diferentemente de outro, em relação à evolução das cicatrizes, podendo, mesmo, em certos casos, tornar-se praticamente invisível o seu vestígio e em outros a cicatriz ficar muito aparente ou mesmo alterada. Na maioria dos casos, uma sutura simples é suficiente para fechar a ferida operatória. Se o câncer for de grandes proporções, então será necessária uma cirurgia reparadora para se obter um resultado mais satisfatório Em grandes feridas operatórias, retalhos de pele ou enxertos podem ser necessários. As modernas técnicas cirúrgicas nos tornaram capazes de produzir resultados esteticamente adequados.
Existem riscos nesta operação?
Sim, toda cirurgia apresenta riscos. Raramente, no entanto, a cirurgia do câncer de pele determina sérias complicações.
Que tipo de anestesia é utilizada para a operação?
Geralmente utilizamos a anestesia local, associada ou não a sedação. A sedação significa que o paciente vai permanecer, durante a operação, em um estado muito semelhante ao que se encontra quando está dormindo. Logo após o término da operação já estará acordado e consciente. Lembramos que o tipo de anestesia será escolhido conforme a necessidade de cada caso e preferência do paciente. Em alguns casos poderá ser realizada anestesia geral.
É necessária a internação?
Geralmente não, normalmente a cirurgia é realizada a nível ambulatorial com anestesia local. O paciente recebe alta logo após a operação e recuperação anestésica e deverá ir para casa com um acompanhante.
Quando são retirados os pontos?
Os pontos são removidos entre 7 e 20 dias.
Ícone Relógio
Horário Funcionamento
Segunda a Sexta-feira 08h às 18h
47 3351.3636
Av Primeiro de Maio, 62 – Centro - Brusque - SC
Dr. Laércio Cadore - Diretor Técnico Médico
CRM-SC 4656 / RQE 1524 / RQE 4113
Facebook Instagram Youtube